Finding Carter

Eu gosto de quase todo tipo de seriado, inclusive aqueles voltados para o público adolescente. Pretty Little Liars, por exemplo, é uma das atuais que eu acompanho. Gostava bem mais no começo, mas já dava prever que muitas temporadas girando em volta de um mesmo mistério (quem é A?) deixaria a história cansativa. Como não sou de largar seriado pela metade, continuo acompanhando, mesmo que não tão entusiasmadamente.

Mas a série sobre a qual vim escrever hoje é outra. Li a sinopse de Finding Carter em algum lugar, achei meio interessante e fui ver como é. Acabei adorando muito o seriado, tanto que estou aqui recomendando!

Sinopse: Carter tem 16 anos quando descobre que foi raptada com apenas três. Mas a parte mais complicada nisso tudo é que a sequestradora é aquela que ela sempre chamou de mãe. Então Carter vai morar com sua família biológica, mas sente falta de Lori (que a sequestrou) e tem resistência em aceitar a mãe, Elisabeth. Um vídeo vale mais do que mil palavras, então entendam um pouco mais do seriado assistindo a promo do primeiro episódio:

Esse é o tipo de seriado que eu gosto, tem um pouquinho de drama, mas é bem leve. Os personagens são imensamente carismáticos. Até a Carter, que sabe ser bem chatinha quando quer. O mais legal da série é que os roteiristas não tentam rotular bons ou maus personagens, mas são todos seres humanos, com todas as partes boas e defeitos.

O seriado é uma produção da MTV e tem como protagonista a atriz Kathryn Prescott, que interpreta Carter. Eu nunca vi Skins, mas já li por aí que a atriz tinha um papel bem popular na série. Em Finding Carter, a personagem de Kathryn tem uma irmã gêmea (interpretada por Anna Jacoby-Heron). A escolha da irmã gêmea de Kathryn na vida real (que também atua em Skins) seria mais óbvia, mas não foi a dos produtores. O propósito era mesmo mostrar as diferenças físicas e de personalidade das duas irmãs, criadas de maneiras bem diferentes.

Anúncios

Última temporada de The Killing

Sexta-feira os seis episódios finais de The Killing chegaram ao Netflix. Eu já gosto desse site, mas o fato de eles terem produzido uma temporada final pra série me fez gostar ainda mais. O terceiro ano deixou várias pontas soltas e seria decepcionante não saber o que aconteceu depois.

Estes seis episódios trazem um novo caso para ser resolvido por Holder e Linden, enquanto mostra as consequências das recentes escolhas da dupla de detetives. Sem spoilers, basta dizer que os fãs da série podem ficar tranquilos, porque a última temporada fechou bem a história e não deixou (quase) nada no ar.

No vídeo:  uma retrospectiva das três temporadas passadas e algumas pistas do quarto e último ano.

Quem já está com saudade do estilo deste seriado, pode ficar interessado no novo Gracepoint, que tem algumas similaridades: é baseado em um seriado britânico (The Killing é baseado na série dinamarquesa Forbrydelsen), começa com o desaparecimento de uma criança e toda a temporada vai ser baseada na resolução deste caso, além de mostrar o relacionamento da família envolvida no caso e de ter dois detetives como protagonistas.

Dirty Girl

Estações frias combinam com: edredom, chocolate quente, buffet de sopas, banho quente, bons livros de mistério (lidos embaixo do cobertor) e maratonas de filmes em casa. Pensando nesse último item, vou dar algumas dicas de filmes por aqui. Aqueles que já estrearam há algum tempo e que eu acho que vale a pena recomendar.

Começando com Dirty Girl, que foi uma daquelas surpresas boas que de vez em quando a gente tem na vida. Eu não dava nada por esse filme, nem pela capa, nem pela sinopse. Fui assistir esperando um filme bobinho e acabei totalmente encantada por ele. Eu amei o clima da história. Adorei a personalidade da Danielle e a amizade que ela constrói com o Clarke. É o tipo de filme que eu gosto de ter por perto, pra rever sempre que der vontade!

Sinopse: Em 1987, Danielle é uma adolescente rebelde que, por causa do seu comportamento, vai parar em uma turma de recuperação. Já Clarke tem quase certeza que é gay, para terror de seu pai, que pretende enviá-lo para uma escola militar. Unidos pelas circunstâncias, e por um trabalho escolar, os dois partem em uma road trip. Destino: Califórnia, lugar em que Danielle espera encontrar seu pai. Nobody likes a dirty girl?

5 motivos para amar esse filme:

♥ Ah, os anos 80!

♥ A cena em que a Danielle canta Don’t cry out loud me fez chorar muito. Vai ter quem diga que é clichê, mas eu adorei!

♥ O saco de farinha e suas alterações de humor.

♥ Juno Temple.

♥ Jeremy Dozier.

Cancelada ou Renovada?

Tá chegando o fim do primeiro semestre e, junto com ele, a tão esperada lista de seriados cancelados e renovados pelas emissoras. Eu fiquei bem feliz este ano, porque a maioria das minhas séries queridinhas foi renovada. Também fiquei feliz porque a lista de novas séries parece bem promissora: Sleepy Hollow, por exemplo, é inspirada no filme A lenda do cavaleiro sem cabeça, que eu adoro. Só não vai ter Johnny Depp, porque nem tudo é perfeito. Mas, vou deixar pra falar dos novos seriados uma outra hora e ir direto ao ponto de hoje: uma lista com algumas das séries atuais mais legais (na minha opinião) e seus status para a próxima temporada!!

COMÉDIA – RENOVADAS

2 Broke Girls (3ª temporada): Max e Caroline conquistaram a audiência com suas confusões entre os dias trabalhando como garçonetes e o sonho de abrir a própria loja de cupcakes. No último episódio da segunda temporada, as duas garotas fizeram uma descoberta que promete ser uma nova oportunidade para a realização do sonho delas. A terceira temporada deve estrear em setembro.

American Dad (10ª temporada): Amo, amo, amo esse seriado!! Good Morning U.S.A. I got a feeling that it’s gonna be a wonderful day LA LÁ. Para minha felicidade, Roger, o E.T. mais sarcástico e bem vestido de todos os tempos cinematográficos, volta em mais uma temporada com a família Smith.

Community (5ª temporada): Essa é uma das séries atuais, de comédia, que eu mais gosto. A primeira temporada foi uma surpresa muito boa. Personagens ímpares, diálogos inteligentes e histórias loucas. Já a quarta temporada parece ter decepcionado os fãs de Community, acostumados com qualidade no roteiro dos episódios. Mesmo assim, a NBC confirmou mais uma temporada para o seriado. A novidade para o ano que vem é que, dizem por aí, Dan Harmor, ex-roteirista de Community, deve voltar a trabalhar na série. Assim como a temporada passada, o quinto ano também só vai ter 13 episódios.

How I Met Your Mother (9ª temporada): Como tudo que é bom um dia chega ao fim, a próxima temporada será a última de How I Met Your Mother. A parte boa é que finalmente conheceremos a mãe dos futuros filhos de Ted Mosby. Ela será interpretada pela atriz Cristin Milioti, que já apareceu no último episódio da oitava temporada. O que vem por aí: ao que tudo indica o final da série será uma espécie de Final de semana mais longo da história, já que a temporada inteira (prováveis 24 episódios) se passará no fim de semana de casamento de Barney e Robin. Outra notícia, adiantada pelos produtores do seriado, é que todos os personagens devem conhecer a personagem de Cristin antes de Ted. Não sei vocês, mas eu estou bem curiosa pra saber como tudo isso vai se desenrolar!!

 

New Girl (3ª temporada): A novidade da terceira temporada é que o ator Damon Wayans Jr., que interpretou o Coach no episódio piloto de New Girl, está em negociações para voltar ao seriado!! Ou seja, Jess, Nick, Winston e Schmidt podem ganhar mais um companheiro de apartamento. Já no fantástico mundo de Jess e Nick, os últimos episódios da segunda temporada deram indícios de que o relacionamento dos dois pode finalmente evoluir no terceiro ano da série.

COMÉDIA – CANCELADAS

Go On (1ª temporada):A única friend que conseguiu continuar fazendo sucesso no mundo das séries foi mesmo Courteney Cox (Cougar Town, aliás, foi renovada). Apesar de ter estreado muito bem, a audiência de Go on, estrelada por Matthew Perry, não se manteve ao longo da temporada e o seriado foi cancelado pela emissora.

Up All Night (2ª temporada): Algumas pistas anunciavam o cancelamento de Up All Night. Teve a saída da criadora da série, a troca de roteiristas, a reformulação na gravação dos episódios, a redução da segunda temporada (apenas 11 episódios) e, finalmente, a saída de Christina Applegate. Não teve jeito, a emissora cancelou oficialmente o seriado.

SÉRIES TEEN – RENOVADAS 

The Carrie Diaries (2ª temporada): Mesmo não tendo registrado altos índices de audiência, The Carrie Diaries, o seriado ambientado nos anos 80 que segue os passos da jovem Carrie Bradshaw, foi renovado. A grande novidade da segunda temporada é Samantha Jones, velha conhecida do público de Sex And The City. Ou seja, a próxima temporada contará como as duas se conheceram e se tornaram melhores amigas.

The Vampire Diaries (5ª temporada):  A quarta temporada terminou com a formatura de alguns dos principais personagens do seriado. Assim, o próximo ano vai acompanhar alguns deles indo para a universidade. Além disso, o vampiro curado no final da temporada passada terá que aprender a se virar como humano. Outra novidade no universo dos vampiros adolescentes é que os Originais ganharam uma spin-off só deles, chamada The Originals.

Pretty Little Liars (4ª temporada): Algumas novidades da próxima temporada, segundo produtores da série: conheceremos a identidade da rainha de copas, e também a de quem matou Ian. O 13º episódio será de Halloween, mas não será em flashback. O próximo alvo de A será Hanna. A principal pergunta do quarto ano de Pretty Little Liars será: afinal, ela está viva?  Essas e outras revelações serão feitas ao longo da nova temporada, que estreia dia 11 de junho.

SÉRIES TEEN – CANCELADAS

90210 (5ª temporada): Que 90210 estava perto do fim, quase todo mundo já sabia. A única dúvida era se teria uma sexta (e última) temporada ou se terminaria no quinto ano mesmo. Em fevereiro deste ano, a CW anunciou oficialmente o cancelamento, o motivo foi a audiência cada vez mais baixa do seriado. A boa notícia é que 90210 teve direito a um capítulo final, com desfecho para os personagens. O último episódio foi ao ar no dia 13 de maio.   

DRAMA – RENOVADAS

Once Upon a Time (3ª temporada): Neal/Baelfire, o pai de Henry, foi confirmado como personagem fixo na terceira temporada da série. Já Ruby, a Chapeuzinho vermelho, pode até aparecer em algum episódio, mas a atriz já assinou contrato para fazer parte de Intelligence (seriado da CBS). Novos personagens devem aparecer na próxima temporada: Peter Pan e a pequena sereia, por exemplo. Possivelmente, habitantes de Neverland. Além de ter sido renovado, o seriado deu origem ao spin-off Once Upon a Time in Wonderland, que estreia semestre que vem.

Hart of Dixie (3ª temporada): O seriado, estrelado pela Rachel Bilson, volta para um terceiro ano de Bluebell. Não achei muitas informações sobre a terceira temporada. Pra dizer a verdade, faz um tempo que eu não acompanho Hart Of Dixie. Mas fiquei bem feliz de saber que o seriado volta semestre que vem!! 

Revenge (3ª temporada): A segunda temporada terminou com algumas reviravoltas que inspiram grandes consequências para o próximo ano. A morte de um dos protagonistas e a revelação de que Emily Thorne é Amanda Clarke, para alguém, devem trazer mudanças significativas na vida de um dos moradores dos Hamptons. Outra novidade em Revenge é que a história deve ter um salto no tempo. A terceira temporada estreia em setembro.

DRAMA – CANCELADA

Private Practice (6ª temporada): Outra série na lista das canceladas em 2013, é Private Practice. No ar há seis anos, a série spin-off de Grey’s Anatomy teve apenas 13 episódios em sua última temporada. Dizem por aí que podem ter personagens migrando para um certo hospital cirúrgico em Seattle. Será?

THRILLER – RENOVADAS

Bones (9ª temporada): Dizem que a próxima temporada pode ser a última de Bones. Notícia que aumenta a especulação de que finalmente acontecerá o tão esperado casamento de Brennan e Booth. Além disso, produtores da série já adiantaram que, na próxima temporada, vai ter um grande evento que reunirá as famílias dos dois protagonistas da série.

The Following (2ª temporada): Outra série que pode trazer um salto no tempo na próxima temporada, é The Following. Dois personagens, Emma (seguidora de Joe) e Mike (parceiro de Ryan), terão papeis maiores no segundo ano do seriado.

TERROR – RENOVADA

American Horror Story (3ª temporada): A nova temporada já tem nome divulgado: American Horror Story – Coven. A história será sobre bruxas e seguirá a vida de vários personagens, em diferentes cidades e épocas. Segundo informações divulgadas, serão três protagonistas, uma delas interpretada pela atriz Jessica Lange. Outras novidades no elenco: Taissa Farmiga (a Violet da primeira temporada) volta ao seriado e a atriz Emma Roberts será Madison, descrita como uma jovem bela e má.

Chamada de emergência

Eu vi Chamada de emergência bem por acaso, sem saber nada da história. Fui sozinha e o cinema tava vazio, o que foi bem legal, porque eu (juro) fiquei falando com os personagens  o filme inteiro! Então, eu diria que esse é um daqueles filmes que te colocam em cena, junto com os protagonistas. Eu sempre preferi suspense do tipo: adivinha quem matou a vítima?! Mas, Chamada de emergência, que faz mais a linha thriller psicológico, eu adorei! Só depois de assistir ao filme, eu vi o trailer. Sinceramente, metade da graça do filme teria sido perdida se eu tivesse visto antes! Resumindo, eu recomendo muito esse filme pra quem gosta do gênero e, muito importante, aconselho que não assistam ao trailer-spoiler, pra não estragar o suspense do filme.

Sinopse: Jordan (Halle Berry) é uma operadora do sistema de chamada de emergência, que precisa ser realocada depois de uma experiência que a deixa traumatizada. Algum tempo depois, ela se vê novamente atendendo a uma chamada em que tem que ajudar uma adolescente em perigo, Casey (Abigail Breslin).


Lembra dela? Abigail Breslin é a Pequena miss sunshine. Chamada de emergência é mais um suspense da Halle Berry que eu gosto. Os outros são: Na Companhia do medo A estranha perfeita.

Mama

Mama é um filme sobre duas crianças que perdem os pais e ficam perdidas por cinco anos. Depois de encontradas, vão morar com o tio, Lucas, e a namorada dele, Annabel. Como as duas meninas sobreviveram sozinhas todo esse tempo permanece um mistério, mas as duas falam de uma presença a quem chamam de Mama. Mama é o espírito perturbado da vez, que não pretende deixar a família em paz tão cedo. Sinceramente, é a mesma história que a gente (fãs de terror) já viu milhares vezes, interpretada por outros atores. Eu gosto desse tipo de filme, então recomendo. As atuações estão ótimas, o clima de suspense permanece durante todo o filme e o final é até meio piegas, mas eu gostei. Ontem eu vi que Mama é um dos filmes trollados em Todo mundo em pânico 5, outra estreia de 2013 que estou ansiosa pra ver.


Mama foi inspirado no curta-metragem Mamá, que achei no Youtube, com apresentação do Guillermo Del Toro (produtor nesse filme, diretor de O labirinto do Fauno):

O clima do filme é esse mesmo, inclusive tem uma cena bem parecida! 😉

Hitchcock

Suspense sempre foi meu gênero preferido, tanto na literatura quanto no cinema. Logo, Alfred Hitchcock é um dos meus diretores referência. Memória de vida: uma semana depois de assistir Pássaros eu conheci a Penny Lane, minha calopsita, e morria de medo dela: efeito Hitchcock! Voltando ao presente: Há umas duas semanas eu assisti à cinebiografia do diretor, que acompanha o relacionamento de Hitchcock com sua esposa Alma, durante as filmagens de Psicose. Eu, que amo cinema, gosto muito de filmes assim, que mostram os bastidores de grandes produções. As gravações de Psicose são parte importante do enredo, mas o grande protagonista deste filme é mesmo o relacionamento entre Alma e o mestre do suspense, MUITO bem interpretado pelo Anthony Hopkins. Alma é apresentada como grande parceira de vida de Hitchcock, parte importante em seu trabalho e de suas produções. Mas a melhor parte mesmo, pra mim, foi me sentir mais próxima de uma das obras mais famosas de Hitchcock e ter conhecido mais sobre o clássico. Eu não sabia, por exemplo, que o filme foi inspirado em um livro baseado na história de um assassino real: o mesmo que inspirou o serial killer de O massacre da serra elétrica, Hannibal Lecter e, mais recentemente, Bloody Face, o psicopata da segunda temporada de American Horror Story.

Hitchcock tem uma visão da personalidade do “Mestre do suspense”.
Hitchcock não tem suspense.
Recomendado pra quem gosta de saber mais sobre a história do cinema, ou de biografias em geral.

Dica!

Outro dia eu descobri uma coisa, que talvez o mundo todo já saiba: as pipocas doces da Yoki. Eu já sei que não é nenhuma novidade, mas pra mim foi a descoberta do ano! (: Eu adoro pipoca doce, mas não tenho muitas habilidades na cozinha. Faço pipoca no micro-ondas e depois coloco uma cobertura de chocolate quente por cima (uma das minhas especialidades, aliás ;)). As pipocas doces da Yoki simplificaram minha vida, nos dias de preguiça pressa. Gostei!